home CONTATO SOBRE DOWNLOADS

segunda-feira, 6 de maio de 2019

A arte que vive em mim



 
Eu cresci brincando de dançar, pintar e, nas horas vagas, de ensinar.

Minha mãe chegava em casa sempre com um material novo para o meu "ateliê", a maior incentivadora da minha expressão artística. Eu fazia esculturas de gesso e argila, e mesmo que muito mal feitas, ela guardava dizendo que estava lindo. Desenhava meus personagens favoritos e guardava todos em uma pasta que talvez até esteja guardada ainda em um espaço aqui em casa. Eu treinei mangá, pintura aquarela, acrílica, desenhos realistas. Parei de desenhar.
Então eu ganhei minha primeira câmera. Passei um dia inteiro tirando fotos até a pilha acabar.
Os desenhos, esculturas começaram a ser expressados no computador, editando minhas fotos e criando conteúdo para a internet. Me apaixonei pelo photoshop e a liberdade que ele me dava de criar. Eu tinha 11 anos quando a fotografia entrou de fato na minha vida com aquela câmera de 4 megapixels que a pilha já não durava mais o dia inteiro de tanto que eu usava.
Aos 14 anos me chamaram para ser modelo. Meu primeiro ensaio fotográfico. Que loucura, eu nem me achava bonita para isso e eles queriam me transformar em uma fada? Uma deusa? Foi meu primeiro contato de fato com a fotografia como ARTE, contando uma história com um olhar, um lugar, uma pose, uma maquiagem, uma roupa... Eu fui a deusa/fada mais feliz por estar em contato comigo mesma depois de muitos anos sem me expressar artísticamente.
Desde então eu comecei a ter ideias, me interessei demais por essa coisa de contar uma história com a fotografia. Posso enfim dizer que a sensibilidade dos fotógrafos que me transformaram em uma deusa/fada aquele dia me deu outra visão do mundo.
Finalmente aos 19 anos tive a oportunidade de comprar minha primeira câmera e por em prática todas as ideias que guardei pra mim por anos e anos... E hoje estou aqui, contando minhas histórias por meio da fotografia. O caminho desde então é prazeroso demais, o que a fotografia despertou em mim é inexplicável, colocar toda essa arte que vive em mim pra fora é gostoso demais, poder DAR VIDA aos meus pensamentos e sentimentos, compartilhar com o mundo um pouco de mim. Finalmente em 2017 eu resolvi contar histórias de outras pessoas também, comecei a trabalhar profissionalmente na área e estamos aqui até hoje.
Falei um pouquinho sobre mim para mostrar a você, querido leitor e admirador, que a arte sempre esteve em mim, mesmo que em outras formas, e hoje eu estou disposta a contar a sua história com meus olhos. Obrigada por estar aqui e por apoiar o meu trabalho!

Karina Diniz


Eu decidi voltar com o blog... Depois de dois anos sem postar nada aqui. Esses dois anos foram dolorosos, mas nem tudo é feito de sombras e dor, eu cresci bastante também. Eu me formei em biologia e agora posso mudar o "quem sou eu" para BIÓLOGA; estou com 23 anos e não moro mais "quase sozinha", eu de fato estou morando sozinha (isso já foi tema de post meu aqui no minha vida como Karina); eu adotei um gato chamado Lúcio e acredito fielmente que ele é o amor da minha vida e que nós caminhamos lado a lado em todos os mundos que existem por ai; e a fotografia... Bem, eu acredito que continuo com a mesma sensibilidade que vocês costumavam ver por aqui, só que agora eu estou mais confiante e segura, sabe? Cansei de correr atrás de fama, visibilidade e produzir foto que não condiz comigo. A fotografia está me ajudando a me conhecer mais, EU SOU toda essa sensibilidade, porque eu deveria fotografar outra coisa?
Sei que dois anos é muito tempo e boa parte dos meus leitores nem devem mais estar aqui, mas estou voltando... O blog sempre foi meu refúgio, minha fonte de criatividade que nunca acabou (tem pelo menos uns 20 posts arquivados com ideias ou em desenvolvimento), e mesmo que essa plataforma não funcione como antes, eu quero estar aqui nem que seja uma vez por mês para falar da minha vida como Karina. 

É isso. Espero um dia reler essas páginas com tanto amor como estou relendo agora, a velha história em roupa nova. 


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Projeto: Alma


Quando o ser humano explora sua liberdade no meio selvagem

O projeto surgiu há muito anos, muito antes de eu comprar uma câmera ou entender o básico de fotografia (só entendia de edição), surgiu quando eu passava horas admirando trabalhos aleatórios de pessoas maravilhosas no flickr, principalmente de duas pessoas: Bruna Cavalcante e Phelipe Rezende. Essas duas pessoas me deram  o primeiro contato com a fotografia profissional (ou quase isso), e muito mais que fotografia, saber olhar aquele retrato diferente, olhar como arte. Fiz o meu primeiro nu artístico com eles, eu tinha 14 anos, e calma lá, estava apenas de top, era só para simular um nu, com isso sempre aperfeiçoei minhas ideias e sempre me perguntei o que é fotografia, afinal? Adotei a ideia de que é uma arte, um sentimento, uma mensagem. Com isso, apresento a vocês o projeto Alma.
O projeto será dividido em capítulos com histórias extraordinária, trabalhando o empoderamento feminino, liberdade e a natureza. 
Vocês poderão acompanhar o projeto pelo blog, as fotos pelo tumblr www.almaprojeto.tumblr.com ou pela minha página no facebook. E quem quiser participar e for do Rio de Janeiro, só vir falar comigo ♥

É isso meus amores, com amor Karina Diniz. 

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Editorial: Dream Girl


A fotografia e seus encantos: Se tem algo que eu sinto dificuldade, é me encaixar em alguma área dentro da fotografia. Já fui de paisagem à retratos e, sem dúvidas, carrego cada experiência comigo no dia-a-dia, não é fácil abandonar algo que você realmente gosta (ainda gosto dessas áreas), mas atualmente estou encantada por editoriais e devido a essa paixão passageira (ou não) eu resolvi fazer esse pequeno ensaio com a minha amiga Natália Barros, sim, a mesma do anterior (link). Com esse ensaio não quis passar nenhuma mensagem em especial, só o meu estilo na pele de outra pessoa mesmo, sem contar que queria arriscar uma pegada mais vintage (tomara que eu tenha conseguido hahahahaha). Estou muito feliz com os comentários que venho recebendo sobre meu pequeno trabalho, e espero receber o mesmo apoio nessa nova fase que está vindo. As coisas aqui no blog vão mudar totalmente o rumo, espero que continuem gostando do meu cantinho ♥ aliás, essa é minha vida no momento. 

Quem quiser participar e for do Rio de Janeiro, cheguem na página do blog, no e-mail, no twitter, no direct do instagram e vamos papear, há muitas ideias pela frente.
Façam o que amam, experimentem coisas novas ♥





FACEBOOK - TWITTER - INSTAGRAM (@k_diniz - @cordepolen)